• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Domingo de carreatas pelo Fora Bolsonaro em Campo Grande e Dourados

Nas duas cidades, manifestantes reivindicaram agilidade pela vacina contra a Covid-19 para toda a população, a volta do auxílio emergencial e a volta as aulas com trabalhadores e estudantes vacinados

Publicado: 22 Fevereiro, 2021 - 14h17 | Última modificação: 22 Fevereiro, 2021 - 16h04

Escrito por: Sérgio Souza Júnior com informações CUT e Simted Dourados

Sérgio Souza Júnior
notice
Vilson Gimenes, Presidente da CUT-MS

Na manhã de domingo (21) a carreata pelo Fora Bolsonaro percorreu diversos bairros da região sul de Campo Grande, tendo início em frente do Terminal Guaicurus, passando pelos bairros Dr. Paulo Coelho Machado, Jardim Canguru e Moreninhas.

A manifestação foi convocada nacionalmente tendo acontecido nos dias 20 e 21 em diversas capitais e cidade brasileiras que manifestaram sua opinião pelo fim do governo Bolsonaro e suas políticas negacionistas, enquanto o país registra mais de 240 mil mortes pela COVID-19 e mais de 10 milhões de pessoas contaminadas, na maior crise sanitária da história.

Vilson Gregório, Presidente da CUT-MS avaliou a quinta edição da carreata pelo Fora Bolsonaro “trabalhadores e trabalhadoras estão se movimentando, aderindo ao nosso movimento pacífico, estamos no caminho certo, estamos no caminho da vacinação para todos e todas, a continuidade do auxílio emergencial, chega desse governo irresponsável, chega desse governo genocida” disse Gregório.

A atuação pessoal do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) é reprovada pela maioria da população brasileira, este é o resultado da recente pesquisa do Instituto MDA contratado pela CNT (Confederação Nacional dos Transportes), que notabilizou 51,4% de reprovação ao governo de Jair Bolsonaro.

O levantamento contou com 2.002 duas entrevistas presenciais e foi feito em 137 municípios de 25 estados do Brasil, já a margem de erro é de 2,2 %.

Os dados indicam que as dificuldades econômicas e sociais enfrentadas pela população, somados a falta de vacinas contra a Covid-19 e o fim do auxílio emergencial em plena pandemia, estão entre os principais fatores de queda da aprovação pessoal do atual presidente.

Sobre as manifestações, Vilson Gregório enfatizou “a adesão da população ao nosso movimento pacífico é a demonstração da sociedade para esse governo que tá aí, que não tem condições de ficar mais, o povo precisando da continuidade do auxílio emergencial, o povo precisando de emprego, precisando de vacina já urgentemente e o governo brincando de governar, brincando com a vida dos outros”.

Sérgio Souza JúniorSérgio Souza Júnior
André Lage um dos Coordenadores da Frente Fora Bolsonaro-MS

Conforme André Lage, um dos coordenadores da Frente Fora Bolsonaro MS, agradeceu a participação de manifestantes na quinta carreata e afirmou “seguiremos organizando nossa agenda de mobilização aqui na capital morena em sintonia com as mobilizações nacionais de forma organizada e conscientes de nossas responsabilidades e possibilidades”, disse.

A manifestação contou com a participação de diversas lideranças sindicais, com destaque para os sindicalistas da educação que estiveram presentes com suas bandeiras contra o retorno das aulas presenciais e semipresenciais neste momento, sem que professores, técnicos administrativos e estudantes sejam vacinados.  

A FETEMS deu início a uma campanha nas redes sociais que pede o retorno às aulas, apenas com profissionais da educação e estudantes vacinados.

Dourados

Em nova edição, a manifestação do Fora Bolsonaro contou com a participação dezenas de veículos que saíram em carreata pela periferia de Dourados, com faixas, bandeiras e contou com as falas de profissionais da educação e demais trabalhadores no diálogo com a sociedade douradense.

O movimento se concentrou no Parque do Lago, na manhã de domingo (21) e foi convocado pelo Comitê de Defesa Popular, organização histórica da cidade que é composta por sindicatos e movimentos sociais.

Durante a manifestação, o presidente do Simted (Sindicato Municipal dos Trabalhadores em Educação) de Dourados, Thiago Coelho Silva pediu que a população douradense continue a se proteger.

Rafael de AbreuRafael de Abreu
Thiago Coelho Presidente do Simted Dourados, ao lado de Gleice Jane
Secretária de Políticas Sociais e Direitos Humanos da CUT-MS 


Em Dourados a manifestação também pautou a necessidade de Vacina Já para todos e todas e a volta do auxílio emergencial.Em sua manifestação no carro de som Tiago demonstrou sua insatisfação com o atual governo federal “Fora Bolsonaro, você é coveiro sim, você enterrou ano passado mais de 200 mil brasileiros, você é maligno, é fascista, incentiva o racismo, incentiva a lgbtfobia, incentiva a violência contra as mulheres, o brasil sofre, padece nas mãos de um desgoverno, nós queremos segurança para nossas vidas, nós queremos segurança econômica, os valores da cesta básica, do combustível estão um absurdo, é sua culpa sim, você é governo e falta de controle, falta gerenciamento na saúde, Bolsonaro nós já estamos cansados de tanto sofrimento, cansados de tanto ódio” disse Tiago.

Rafael de AbreuRafael de Abreu
Deumeires Moares, Secretária de Comunicação Fetems
portando a bandeira do Brasil na manifestação 
Sérgio Souza JúniorSérgio Souza Júnior
Em Campo Grande - MS
Sérgio Souza JúniorSérgio Souza Júnior
De camiseta vermelha Professor Jaime Presidente da FETEMS e 
Fátima Silva Secretária Geral da CNTE
Sérgio Souza JúnorSérgio Souza Júnor
Onivam de Lima, Secretário de Formação da CUT-MS e dirigente da FETEMS.