• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

A CUT-MS repudia ato de intimidação praticado contra o professor Jaime Teixeira

Estaremos sempre na luta pela democracia, pela vida, pelo direito à liberdade de expressão e pela dignidade do povo brasileiro. Manifestamos nosso apoio e solidariedade presidente da FETEMS, Jaime Teixeira.

Publicado: 02 Setembro, 2021 - 18h38 | Última modificação: 02 Setembro, 2021 - 18h56

Escrito por: Direção CUT-MS

Divulgação
notice
Divulgação

NOTA DE REPÚDIO

A Central Única dos Trabalhadores de Mato Grosso do Sul recebeu com indignação, imagens de motociclistas, em uma ação de intimidação em frente da residência do Professor Jaime Teixeira, Presidente da FETEMS (Federação dos Trabalhadores em Educação de MS).

A CUT-MS repudia qualquer ataque a liberdade de pensamento e expressão, reiteramos que ataques fascistas e intimidatórios não vão parar a luta pela democracia, pela vida e pelo trabalho decente ao povo brasileiro.

Apoiamos 100% os movimentos e lutas conduzidas pela FETEMS, através da liderança do Professor Jaime Teixeira e sua direção.

Atos intimidatórios não vão nos calar, os bolsominions e os fascistas de plantão podem ficar irritados, mas nós vamos continuar nas ruas exigindo impeachment do presidente genocida.

As manifestações democráticas em defesa da vida, da justiça social, continuarão sendo conduzidas pela classe trabalhadora e suas organizações.

Elas seguirão acontecendo até a saída deste presidente irresponsável com a vida do povo brasileiro.

Nosso próximo ato acontecerá no dia 7 de setembro, na 27ª Edição do Grito dos Excluídos em Campo Grande, que também acontecerá em centenas de cidades brasileiras.

Seguiremos juntos e juntas, novamente, com responsabilidade, usando máscaras e álcool gel, atentos ao distanciamento social.

Fora Bolsonaro! Impeachment Já!

 

Direção Estadual da CUT-MS

Campo Grande, MS, 2 de setembro de 2021