• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

#30M Protestos em defesa da educação mobilizaram milhares de pessoas no MS

Manifestações foram registradas em Aquidauana, Campo Grande, Dourados e Ponta Porã. A CUT-MS, seus sindicatos e federações participaram das atividades.

Publicado: 30 Maio, 2019 - 20h50 | Última modificação: 30 Maio, 2019 - 21h07

Escrito por: Sérgio Souza Júnior

Sérgio Souza Júnior
notice
Protesto em Campo Grande-MS

Manifestações foram registradas em Aquidauana, Campo Grande, Dourados e Ponta Porã.

Desde a manhã desta quinta-feira (30), estudantes e trabalhadores vem se manifestando contra a política de cortes de gastos do governo federal, que atingiu as universidades públicas do país.

Convocada pelas entidades estudantis, UNE e UBES, as manifestações tiveram o apoio de centrais sindicais e movimentos sociais, tendo mais de 150 cidades movimentadas pela pauta do #30M como foram chamados os protestos desta quinta-feira.

Em Aquidauana, estudantes e lideranças indígenas fecharam pela manhã, a BR 262 entre os municípios de Aquidauana e Campo Grande.

Na capital sul-mato-grossense, a concentração do ato teve início na Praça Ary Coelho, de onde os manifestantes saíram em protesto pela Afonso Pena, principal avenida da cidade, por volta das 17h30min.

Conforme a organização do ato, estiveram presentes na caminhada aproximadamente 2 mil pessoas.

A estudante de Ciências Sociais, Camila Bazachi afirmou que “o ato foi positivo, englobou a comunidade acadêmica, estudantes na construção das atividades de mobilização, o Comitê Eu Defendo a UFMS vai continuar”, disse.

Estudantes da UFMS, do IFMS da UEMS e secundaristas participaram do ato, demonstrando uma importante ligação estudantil, tendo apoio dos sindicatos Sista-UFMS (Técnicos Administrativos) e AdUFMS (Professores Universitários.

O Presidente da CUT-MS Genilson Duarte participou das manifestações, juntamente com Sueli Veiga, dirigente nacional da CUT, Jaime Teixeira Presidente da FETEMS.

Sérgio Souza JúniorSérgio Souza Júnior

 

Genilson Duarte, ressaltou o papel dos jovens nas manifestações, “os estudantes deram mais uma demonstração de como estão mobilizados, lutando por uma educação pública e de qualidade. Valeu a luta valeu a mobilização neste 30 de maio” afirmou.

“Esta manifestação com certeza vai reforçar a greve geral de 14 de junho, que será muito forte, com a participação dos trabalhadores e os estudantes, vamos demonstrar que não queremos esta reforma da previdência, vamos pautar a necessidade de mais empregos e lutar contra os cortes na educação, feito por este governo fascista”, disse o líder sindical.   

Diversos sindicalistas da CUT manifestaram seu apoio ao #30 protagonizado pelos estudantes, bancários, servidores públicos federais, professores universitários e da educação básica, construção civil, militantes do MST entre outras organizações estiveram presentes .

Em Dourados, logo cedo pela manhã, foi fechada a Avenida Guaicurus que dá acesso à cidade universitária, o bloqueio foi encerrado por volta das 11h da manhã.

Já no período da tarde, aconteceu o Mutirão pela Educação, com a atividade “Aula na Rua” que foi marcada para a Praça Paraguaia.  

Em Ponta Porã, estudantes do IFMS realizaram uma Aula Pública que contou também com apresentações culturais e panfletagem na Praça Lício Borralho, no centro da cidade.

Greve

Servidores Administrativos estão em greve desde o dia 20 de maio, a categoria está reivindicando ao Governo Reinaldo Azambuja (PSDB) a Incorporação do Abono; Reajuste Salarial; Chamada do Concurso; Manutenção das 6 horas e Valorização.

Os administrativos da educação têm salário de R$ 854 reais, a pior remuneração dos servidores públicos do Estado.

Palavras de ordem

 “Não é mole não. Tem dinheiro pra banqueiro, mas não tem pra educação”.

“Doutor eu não me engano, o Bolsonaro é Miliciano”

“Poder para o povo, e o poder do povo, vai construir ou mundo novo”.

Sérgio Souza JúniorSérgio Souza Júnior
#30M Campo Grande/MS
Sérgio Souza JúniorSérgio Souza Júnior
#30M Concentração Campo Grande/MS
Sérgio Souza JúniorSérgio Souza Júnior
#30M Protesto Campo Grande-MS