• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Trabalhadores(as) Administrativos em Educação de MS aderem massivamente a Greve

A ação é motivada por baixos salários da categoria, necessidade de reajuste salarial e convocação de concurso público

Publicado: 20 Maio, 2019 - 20h25 | Última modificação: 28 Maio, 2019 - 11h57

Escrito por: Assessoria FETEMS

Assessoria Fetems
notice
Plenária da categoria (20 maio)

A partir de hoje, dia 20 de maio, os(as) Trabalhadores(as) Administrativos em Educação de Mato Grosso do Sul estão em Greve Geral reivindicando ao Governo Reinaldo Azambuja Incorporação do Abono; Reajuste Salarial; Chamada do Concurso; Manutenção das 6 horas e Valorização.

A decisão foi deliberada em Assembleia Geral realizada dia 07 de maio, no Auditório da FETEMS (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul), após o Governo anunciar zero reajuste para a categoria e decretar a volta das oito horas de jornada, a partir do dia 1º de julho.

Wilds Ovando, Presidente do SINTEDE (Sindicato dos Servidores Administrativos da Educação Pública Estadual de Campo Grande-MS) e Secretário dos(as) Trabalhadores(as) Administrativos em Educação da FETEMS afirmou que vão ficar parados. “A justiça ainda não notificou nossa Federação, mas a imprensa publicou neste fim de semana que tem uma liminar que determina que 2/3 trabalhe, hoje nós temos 6800 Administrativos concursados(as). A revolta dos(as) servidores(as) é tão grande, que hoje tivemos a presença de mais 600 Administrativos em Educação durante a nossa assembleia aqui na FETEMS”.

“Hoje no estado todo são 74 sindicatos em Mato Grosso do Sul, e a categoria aderiu massivamente a Greve Geral”, finalizou Wilds Ovando, Presidente do SINTEDE (Sindicato dos Servidores Administrativos da Educação Pública Estadual de Campo Grande-MS) e Secretário dos(as) Trabalhadores(as) Administrativos em Educação da FETEMS.

“Quem escolhe os sindicatos são os(as) trabalhadores(as), o governo escolhe os secretários dele, os secretários dele ele que nomeia. Agora os(as) trabalhadores(as) é quem diz quem os representam e temos 6300 Administrativos filiados(as) a FETEMS.  Desde 1988, na Constituição Federal está definido que os(as) trabalhadores(as) têm a livre escolha de se filiarem ao sindicato e os(as) Profissionais em Educação de Mato Grosso do Sul tem a FETEMS como a entidade que os representam e que a luta em defesa da classe trabalhadora,”, destacou o Presidente da FETEMS, Professor Jaime Teixeira.

“A FETEMS ainda não foi notificada, o que pode ocorrer nas próximas horas. Depois de notificados vão analisar o parecer jurídico para avaliarmos o impacto e decidir os próximos encaminhamentos. O salário base atual de um(a) servidor(a) estadual Administrativo em Educação é de R$ 854, mais o abono de R$ 200. Queremos a Incorporação do Abono no salário e uma política de reajustes. Não podemos mais ter um salário abaixo do salário mínimo”, disse o Presidente da FETEMS, Professor Jaime Teixeira.

Neste primeiro dia de Greve Geral, mesmo que parcial, muitas escolas já estão fechando devido à falta pessoal para fazer a merenda. Os(as) Trabalhadores(as) Administrativos em Educação são os(as) servidores(as) responsáveis pela limpeza, almoxarifado, cuidados administrativos e também fazer a merenda dos(as) alunos(as), além de outras atribuições.