• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Contagem regressiva para lançamento nacional da Campanha Salarial 2019 dos Servidores Municipais

Lançamento terá análise de conjuntura da economista Patrícia Pelatiere e a presença de 15 estados da base da Confetam/CUT, que levarão solidariedade à greve dos servidores da prefeitura de São Paulo.

Publicado: 08 Fevereiro, 2019 - 15h32

Escrito por: Déborah Lima

notice

Com uma análise da conjuntura nacional feita por Patrícia Pelatieri, economista do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), será aberto em São Paulo, às 14 horas desta segunda-feira (11), o programa de atividades da primeira reunião de 2019 da direção nacional ampliada da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Confetam/CUT).

O encontro, cujo ponto alto será o lançamento da Campanha Salarial Nacional Unificada 2019 dos Servidores Públicos Municipais, previsto para às 16h30, contará com a participação de dirigentes de federações estaduais e de sindicatos da categoria no Ceará, Minas Gerais, Santa Catarina, São Paulo, Espírito Santo, Goiás, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Paraná, Alagoas, Bahia, Piauí, Mato Grosso do Sul e Amapá.

Solidariedade à greve de São Paulo

“Antes de retornarem para casa, dirigentes sindicais de todo o Brasil levarão solidariedade e apoio aos trabalhadores da prefeitura de São Paulo, que estão dando ao país um belo exemplo de resistência com a deflagração da greve geral unificada pela revogação da reforma da Previdência do Município”, diz a presidenta da Confetam/CUT, Vilani Oliveira.

De braços cruzados desde o dia 4 de fevereiro, os servidores municipais paulistanos  exigem a revogação da reforma, aprovada pela Câmara de Vereadores em 26 de dezembro, um dia depois do feriado de Natal. A reforma confiscou os salários dos trabalhadores ao aumentar de 11% para 14% o desconto previdenciário e criou uma previdência complementar, o chamado SampaPrev, para servidores contratados após a aprovação da  Lei 17.020/18, com salários acima do teto do INSS.

Pauta sindical

Na pauta da reunião da Confetam/CUT, que inicia às 8 horas da terça-feira (12), estarão a agenda nacional de 2019, que inclui a 8ª Plenária Nacional da entidade, o 13º Congresso Nacional da Central Única dos Trabalhadores (Concut), a 4ª Conferência Nacional de Formação da CUT e o calendário de lançamento da Campanha Salarial 2019 nos estados; a situação financeira da Confetam/CUT e financiamento sindical.

À tarde, a partir da 13 horas, os dirigentes relatarão a situação da categoria no país e darão os informes sobre a luta dos trabalhadores do Ramo dos Municipais nos 15 estados representados na reunião. O encontro, que ocorrerá no Hotel Braston, está previsto para encerrar às 16 horas com informes gerais.

Confira o programa da reunião da direção nacional da Confetam/CUT

11 de fevereiro (segunda-feira)

14h - Abertura

Análise da conjuntura nacional com a economista Patrícia Pelatiere, do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese)

16h30 – Lançamento da Campanha Salarial Nacional Unificada 2019 dos Servidores Públicos Municipais

18h – Encerramento

12 de fevereiro (terça-feira)

8h – Início

Reunião da direção nacional da Confetam/CUT

Agenda nacional 2019

- 8ª Plenária Nacional da Confetam/CUT

- 13º Congresso Nacional da Central Única dos Trabalhadores (Concut)

- 4ª Conferência Nacional de Formação da CUT

- Calendário de lançamento da Campanha Salarial 2019 nos estados

Situação financeira da Confetam/CUT

- Lista de quites e não quites/inadimplência

- Financiamento sindical

12h – Almoço

13h – Relato dos estados

Informes

16h – Encerramento

Retorno dos dirigentes

carregando
carregando