• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

13º Concut reúne mais de dois mil delegados e delegadas de todo o país

Debates sobre temas importantes acontecem no evento que segue até o dia 10. A bancada do Mato Grosso do Sul está presente neste histórico 13º ConCUT

Publicado: 08 Outubro, 2019 - 17h41

Escrito por: Sérgio Souza Júnior com informações de CUT nacional

Sérgio Souza Júnior
notice
Abertura oficial

A abertura oficial do evento foi realizada na noite de segunda-feira (7), no município de Praia Grande, São Paulo.

A maior parte dos alojamentos estão sendo oferecidos na Avenida dos Sindicatos, nos prédios históricos, de diversas categorias que mantém colônias de férias na região, podemos dizer que na avenida dos sindicatos, o sindicalismo está em todos os endereços.

Conforme Genilson Duarte, Presidente da CUT-MS, “Estamos aqui no 13º Congresso da CUT onde nasceu a CUT, em seu primeiro Conclat há mais de 30 anos. Estamos acompanhando debates importantíssimos da nossa central, analisando a conjuntura e os desafios que teremos pela frente ao enfrentar este governo neofacista, que só vem retirando direitos, portanto este congresso e suas deliberações, são de suma importância para a CUT e para os nossos sindicatos”, afirmou o dirigente sindical.

“Tenho certeza de que toda nossa bancada aqui presente e também nossos sindicatos filiados, farão em nosso país uma grande luta e grandes mobilizações, fazendo com que a classe trabalhadora seja novamente respeitada, esta classe que é o setor social que constróe a riqueza de nosso país, neste sentido é importantíssimo a atuação de nossa bancada neste evento”, frisou Duarte.

Sueli Veiga, da executiva nacional da CUT e Vice-Presidenta da Fetems comentou sobre o evento, “o nosso congresso traz o tema Lula Livre, por que para nós é fundamental a liberdade política de Lula, para a defesa da democracia, dos direitos e a defesa do desenvolvimento para o nosso país. Mato Grosso do Sul participa deste evento com uma delegação de cerca de 20 pessoas. Estamos debatendo muitas propostas e vamos aprovar um plano de lutas da CUT para enfrentar, tanto as mudanças que o governo atual está propondo, quanto as mudanças no mundo do trabalho, as mudanças no cenário sindical, e nos preparar para todos os enfrentamentos que teremos no próximo período. Viva a Cut, Viva a Classe Trabalhadora!”. 

Vilson Gimenez, Secretário de finanças da CUT-MS, reforçou que a delegação começou a chegar no domingo e vem participando em peso do evento, “os delegados e observadores do nosso estado estão aqui participando, neste importante congresso onde estamos deliberando sobre as pautas contra o desmonte feito por esse governo facista, esse governo golpista, que a cada dia tira direitos da classe trabalhadora. O congresso aqui é de suma importância para darmos os encaminhamentos em nosso estado, sobre os enfrentamentos que devemos fazer, em prol de nossas categorias, em prol das lutas do povo. Estaremos nas trincheiras, enfrentando este governo de igual pra igual, junto somos fortes, juntos somos CUT” disse Vilson.

Dilma Gomes, a Secretária Geral da CUT-MS, afirmou que “é muito importante a nossa participação neste evento, enquanto membros da CUT-MS, estamos na luta pelos direitos dos trabalhadores. O Concut acontece nesta conjuntura difícil, com tantas desigualdades e tudo o que vem acontecendo por aí. De nosso estado vieram 16 delegados e delegadas, além de observadores que participam efetivamente deste Congresso Nacional que nos norteia para a realização de nosso congresso estadual, o Cecut que acontece no mês de novembro em Campo Grande” disse Dilma.

Fernando Haddad participou da abertura do evento, ele leu uma carta enviada por Luis Inácio Lula da Silva especialmente para a abertura do evento.

“Foi na luta social e política que derrotamos a ditadura militar e é na luta democrática e transformadora que vamos derrotar o governo Bolsonaro e a tragédia nacional que ele está causando” - Lula

O 13º CONCUT está debatendo o futuro dos sindicatos e a precarização do trabalho.  A desregulamentação, a precarização e as alternativas de organização dos trabalhadores demonstram a necessidade de um sindicalismo forte.

O tema do Congresso é denominado de “Lula Livre”, Sindicatos Fortes, Direitos, Soberania e democracia.

Sérgio Souza JúniorSérgio Souza Júnior

Sérgio Souza JúniorSérgio Souza Júnior

Sérgio Souza JúniorSérgio Souza Júnior

Sérgio Souza JúniorSérgio Souza JúniorSérgio Souza JúniorSérgio Souza JúniorSérgio Souza JúniorSérgio Souza JúniorSérgio Souza JúniorSérgio Souza JúniorSérgio Souza JúniorSérgio Souza Júnior

Sérgio Souza JúniorSérgio Souza JúniorSérgio Souza JúniorSérgio Souza Júnior